::Letras&Baquetas::

Segue o ritmo e as letras

  • RSS Portugal Rebelde

  • RSS Música Online

    • Ocorreu um erro; é provável que o feed esteja indisponível. Tente novamente mais tarde.
  • RSS Portal da Literatura

    • Ocorreu um erro; é provável que o feed esteja indisponível. Tente novamente mais tarde.
  • RSS A Trompa

    • Vídeos #005 – “Que Azar” por S. Pedro
      S. Pedro é Pedro Pode, um dos músicos dos Doismileoito. S. Pedro é o novo artista da NorteSul. Diz que “tinha muitas ideias soltas no computador e no telemóvel que tinham de ser concretizadas“. Assim nasceu “O Fim”, um disco muito simples e pessoal. “Que Azar” é um dos temas desse novo disco. https://www.facebook.com/S.PEDRObanda/
    • Em Directo #002 – “(des)Encontros” por Fernando Marques Ensemble
      E hoje há fado de coimbra n'a trompa, pelo Fernando Marques Ensemble. A razão da conversa chama-se "(des)Encontros" e é o novo disco deste ensemble de Coimbra.
    • O Palco é Teu #002 – Soul Cave
      Formados em 2015 e vindos de Alcobaça, os Soul Cave estão hoje no palco d'a trompa.
  • RSS Chocolate para a Alma

    • A Magnífica Sophy – Georgette Heyer
        “Uma mulher formidável.” Rainha Isabel II   Após alguns anos a viver em Lisboa, Sophy Stanton-Lacy é enviada para Londres pelo seu extravagante pai, o diplomata Sir Horace. A recebê-la estão os tios, os lordes Ombersley. Entre a incredulidade e o horror, os aristocratas veem-na chegar acompanhada de um papagaio, um cavalo, um macaco, e um galgo chamado Tin […]
    • Georgette Heyer
      Georgette Heyer (1902-1974) começou a escrever a tempo inteiro em 1921, quando transformou em romance uma história que inventara para entreter um irmão convalescente. O sucesso foi de tal forma extraordinário que Georgette concluiu que a notoriedade não era necessária para assegurar a devoção dos leitores e decidiu não dar uma única entrevista na vida. Inspi […]
    • Três Semanas com o Meu Irmão – Nicholas Sparks
        Uma viagem à volta do mundo.   «A relação entre irmãos é um tema importante. Especialmente quando se trata de uma relação tão próxima como a que eu tenho com o meu.» Nicholas Sparks   Unidos pelo amor e a tragédia, Nicholas Sparks e o irmão, Micah, estão prestes a embarcar na aventura de uma vida. Após as mortes inesperadas dos pais e da irmã, eles são os […]
  • RSS Cinema Português

ARSTIEG LARSSON – “A RAINHA NO PALÁCIO DAS CORRENTES”

Posted by stereis em Agosto 7, 2009

9789892305332Lisbeth Salander sobreviveu aos ferimentos de que foi vítima, mas não tem razões para sorrir: o seu estado de saúde inspira cuidados e terá de permanecer várias semanas no hospital, completamente impossibilitada de se movimentar e agir. As acusações que recaem sobre ela levaram a polícia a mantê-la incontactável. Lisbeth sente-se sitiada e, como se isto não bastasse, vê-se ainda confrontada com outro problema: o pai, que a odeia e que ela feriu à machadada, encontra-se no mesmo hospital com ferimentos menos graves e intenções mais maquiavélicas… Entretanto, mantêm-se as movimentações secretas de alguns elementos da Säpo, a polícia de segurança sueca. Para se manter incógnita, esta gente que actua na sombra está determinada a eliminar todos os que se atravessam no seu caminho. Mas nem tudo podia ser mau: Lisbeth pode contar com Mikael Blomkvist que, para a ilibar, prepara um artigo sobre a conspiração que visa silenciá-la para sempre. E Mikael Blomkvist também não está sozinho nesta cruzada: Dragan Armanskij, o inspector Bublanski, Anika Gianini, entre outros, unem esforços para que se faça justiça. E Erika Berger? Será que Mikael pode contar com a sua ajuda, agora que também ela está a ser ameaçada? E quem é Rosa Figuerola, a bela mulher que seduz Mikael Blomkvist?

«Stieg Larsson escreveu a série Millennium, uma série de investigação pseudojornalística de ficção que tem um grande mistério pelo meio e que se calhar explica também a morte do autor. Mas o melhor é ler.»- Nuno Rogeiro, In Sociedade das Nações

«Depois de um primeiro tomo da trilogia Millennium a espera por novas aventuras de Mikael Blomkvist e Lisbeth Salander acabou por compensar. (…) o segundo (volume) não dá tempo para respirar, embora, pelo número de páginas (…) não se possa dizer que se lê de um fôlego. Mas lê-se sem esforço, muito pelo estilo de escrita de Larsson, pela espessura dos próprios personagens, pela riqueza do detalhe que leva o leitor até uma Suécia diferente daquela que imagina.»- Os Meus Livros

«Tal como o primeiro volume, A Rapariga que Sonhava com uma Lata de Gasolina e um Fósforo é um livro longo mas de boa leitura, escrito com persistente e tranquila clareza, com um sentido do bem e do mal que por vezes faz pensar em literatura juvenil (para adultos) e com um elenco de personagens que conseguem ao mesmo tempo ser excêntricas e ter alguma profundidade.»- Luís M. Faria, Expresso

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: